O vínculo do mês de setembro é dedicado ao vínculo da Abelheira
O vínculo da Abelheira foi instituído em Vila Franca do Campo (Ilha de São Miguel, Açores) por Nuno Gonçalves Botelho no ano de 1504

 

 

[PT]

A iniciativa “Vínculo do Mês” apresenta neste mês de setembro o vínculo da Abelheira, instituído no ano de 1504 em Vila Franca do Campo (Ilha de São Miguel, Açores). O seu instituidor, Nuno Gonçalves Botelho, foi o primeiro homem a nascer na Ilha de São Miguel. O seu pai, Gonçalo Vaz Botelho, o Grande, foi um dos homens da Casa do Infante D. Henrique que integrou o grupo liderado por Gonçalo Velho Cabral, iniciador do povoamento do grupo oriental do Arquipélago. Foi também o o primeiro ouvidor do capitão do donatário na ilha de São Miguel, tendo liderado a criação do município de Vila Franca do Campo. Ignora-se a data de nascimento de Nuno Gonçalves Botelho, e quase nada se conhece da sua vida. Sabe-se que foi escudeiro, que casou com Catarina Rodrigues, a que alguns genealogistas acrescentam Coutinho, e viveu em Rosto de Cão. Fez vínculo de terras, perto de Vila Franca do Campo, junto da Ribeira da Abelheira, por seu testamento, datado de 13 de Outubro de 1504. Nestas terras será edificada a Ermida de Nossa Senhora da Vida pelo seu descendente, o capitão-mor de Vila Franca, fidalgo da Casa Real, Francisco de Arruda Botelho. Ao longo dos séculos, este vínculo, o mais antigo dos Botelhos e o da sua linha direta, acompanhará 13 gerações de morgados da família. O último administrador, falecido em 1879, viu ser decretada a reforma vincular e posterior extinção dos vínculos.  No entanto, estas terras permanecerão na posse de descendentes diretos por mais três gerações, tendo finalmente sido vendidas por Dona Maria Isabel Botelho de Gusmão. A casa foi vendida vazia e a antiga e original pedra de armas da frontaria, do século XVIII, foi retirada, encontrando-se na posse dos descendentes da última proprietária, bem como o arquivo e outros bens familiares.

Para conhecer em detalhe este vínculo, visite a página com toda a informação sobre este vínculo do mês. Pode ainda conhecer os outros vínculos entretanto disponibilizados, em: https://www.vinculum.fcsh.unl.pt/entail-of-the-month

Também poderá participar nesta iniciativa ao deixar a sua sugestão para futuros vínculos do mês e outras informações sobre vínculos de que disponha. Para isso poderá entrar em contato com o projeto no endereço eletrónico: vinculum@fcsh.unl.pt.

O projeto VINCULUM conta com o financiamento do European Research Council (ERC) e é liderado por Maria de Lurdes Rosa, Professora da NOVA FCSH e investigadora do Instituto de Estudos Medievais, distinguida com a primeira Consolidator Grant na área da História, atribuída pelo ERC a um investigador português

[EN]

This September, the “Entail of the Month” initiative presents the Abelheira entail, established in 1504 in Vila Franca do Campo (Ilha de São Miguel, Azores). Its founder, Nuno Gonçalves Botelho, was the first born man on the Island of São Miguel. His father, Gonçalo Vaz Botelho, the Great, was one of the men from the Casa do Infante D. Henrique who was part of the group led by Gonçalo Velho Cabral, initiator of the settlement of the eastern group of the Archipelago. He was also the first ombudsman of the grantee's captain on the island of São Miguel, having led the creation of the municipality of Vila Franca do Campo. Nuno Gonçalves Botelho's date of birth is unknown, and almost nothing is known about his life. It is known that he was a squire and married Catarina Rodrigues, to which some genealogists add Coutinho, and lived in Rosto de Cão. He made a land entail, near Vila Franca do Campo, next to Ribeira da Abelheira, by his will, dated October 13, 1504. On these lands, the Chapel of Nossa Senhora da Vida will be built by his descendant, the captain-general of Vila Franca, a nobleman of the Royal House, Francisco de Arruda Botelho. Over the centuries, this bond, the oldest of the Botelhos and its direct line, will accompany 13 generations of family morgados. The last administrator, who died in 1879, saw the binding reform decreed and the subsequent extinction of the links. However, these lands will remain in the possession of direct descendants for another three generations, being finally sold by Dona Maria Isabel Botelho de Gusmão. The house was sold empty and the old and original coat of arms on the front, from the 18th century, was removed and is in the possession of the descendants of the last owner and the archive and other family assets.

To find out more about this entail, visit the page with all the information about this month's entail. You can also find out about the other links made available at: https://www.vinculum.fcsh.unl.pt/entail-of-the-month

You can also participate in this initiative by leaving your suggestions for future links for the month and other information about links you have. To do this, you can contact the project at the email address: vinculum@fcsh.unl.pt.

The VINCULUM project is funded by the European Research Council (ERC) and is led by Maria de Lurdes Rosa, Professor at NOVA FCSH and researcher at the Institute of Medieval Studies, distinguished with the first Consolidator Grant in the area of ​​History, awarded by the ERC to a Portuguese researcher.