Mosteiro da Batalha digitaliza fontes manuscritas
A iniciativa parte das investigações da Professora Iria Gonçalves e do Professor Saul António Gomes

O novo ficheiro digital disponibiliza as fichas anotadas que resultaram de projectos de investigação anteriores, um coordenado por Iria Gonçalves e outro da autoria de Saul António Gomes. As fichas digitais contém o resumo do texto da fonte, informações relevantes sobre a mesma e a hiperligação para a digitalização da fonte. 

O processo de digitalização continua em curso e decorrerá por fases em ordem cronológica, estando neste momento disponíveis as fichas relativas aos séculos XIV e XV. A página pode ser consultada aqui.

O lançamento foi noticiado em vários orgãos de comunicação social (TSF e Jornal da Batalha).