Colóquio Internacional "Da conquista de Lisboa à conquista de Alcácer: definições e dinâmicas de um território de fronteira"
19, 20 e 21 de Maio de 2017, em Palmela, Alcácer do Sal e Sesimbra. Entrada livre. Inscrição obrigatória

 

 

Data: 19, 20 e 21 de Maio, 2017
Local: Dia 19, em Palmela (Auditório da Biblioteca Municipal de Palmela); Dia 20, em Alcácer do Sal (Auditório da Pousada de Alcácer do Sal); Dia 21, em Sesimbra (Cineteatro Municipal João Mota)
Entidades Promotoras: IEM-FCSH-Universidade Nova de Lisboa, GEsOS-Município de Palmela
Organização: CH-FL-Universidade de Lisboa, CIDEHUS-Universidade de Évora, IEM-FCSH-Universidade Nova de Lisboa, Município de Alcácer do Sal, Município de Palmela, Município de Sesimbra
Comissão Organizadora: Maria Teresa Rosendo (Município de Palmela), Isabel Cristina F. Fernandes (GEsOS-Município de Palmela), João Ventura (Município de Sesimbra), Marisol Ferreira (Município de Alcácer do Sal), Maria João Violante Branco (IEM-Universidade Nova de Lisboa), Hermínia Vasconcelos Vilar (CIDEHUS-Universidade de Évora), Hermenegildo Fernandes (CH-Universidade de Lisboa)

Cartaz [3 dias]
Programa completo [3 dias]

Cartaz-programa [1º dia em Palmela; 2º dia em Alcácer do Sal; 3º dia em Sesimbra]
Formulário de inscrição [disponível aqui]

O facto de o ano de 2017 marcar a passagem do VIIIº centenário da conquista de Alcácer do Sal e o 870º aniversário da conquista de Lisboa pelas forças portuguesas e cruzadas, deu o mote aos organizadores para proporem a realização de um Colóquio Internacional no qual um conjunto variado de investigadores pudesse reavaliar e debater a forma como os setenta anos que medeiam entre uma conquista e a outra configuraram e condicionaram o desenvolvimento de um território sempre considerado “de fronteira”, aquele que se estende entre Lisboa e Alcácer do Sal, mas cuja efetiva estruturação e caracterização ultrapassa em muitos aspectos a de um território “apenas de fronteira”, e acerca do qual sabemos muito mais do que até há relativamente pouco tempo. Embora tenha já sido abordado nalguns estudos monográficos, ainda não foi estudado como um todo.

Numa frutuosa parceria de três universidades e três municípios, este colóquio itinerante propõe-se, assim, repensar a realidade dessa “Marca” ocidental que se revelaria fundamental para o nascente reino português e para o mundo islâmico. A confluência num mesmo colóquio de especialistas dos períodos medieval islâmico e medieval cristão peninsular, nas diversas disciplinas em que trabalham (arqueologia, arte, arquitetura e história, nas suas múltiplas vertentes) permite-nos esperar que estas jornadas possam ser muito profícuas. As expectativas vão no sentido de que se potencie uma reavaliação do que sabemos sobre a ocupação da região, sobre as suas características e sobre os interesses e as estratégias que neste fértil espaço podemos observar em acto, durante o “curto” espaço de tempo de quase um século, ao longo do qual os poderes em confronto se foram congraçando, hostilizando e posicionando de forma assaz orgânica.


Inscrições:

As inscrições no Colóquio são gratuitas mas condicionadas à capacidade das salas das sessões. Serão consideradas por ordem de chegada. O formulário de inscrição, disponível nos websites das entidades organizadoras, deve ser preenchido e enviado até 17 de maio por e-mail para: patrimonio.cultural@cm-palmela.pt

Transporte:

Estará disponível transporte gratuito (autocarro) de Lisboa para os locais do colóquio:

  • Dia 19 de maio > Lisboa, partida às 7h30 para Setúbal | Setúbal, partida às 8h30 para Palmela | Palmela, partida às 19h45 para Lisboa.
  • Dia 20 de maio > Lisboa, partida às 7h15 para Setúbal | Setúbal, partida às 8h15 para Alcácer do Sal | Alcácer do Sal, partida às 19h00 para Setúbal e continuação para Lisboa.
  • Dia 21 de maio > Lisboa, partida às 7h15 para Setúbal | Setúbal, partida às 8h15 para Sesimbra | Sesimbra, partida às 19h30 para Lisboa.

Paragens
Lisboa: Praça de Espanha, junto à saída do metro/paragem de autocarros. Setúbal: junto ao Hotel Aranguês (R. José Pedro Silva). Palmela: junto ao castelo. Alcácer do Sal: junto ao castelo.

Informações:

Telefone: 212 336 640